19 de mai de 2011

Vamos nos permitir...

Medo é um sentimento que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente quanto psicologicamente. Pavor é a ênfase do medo. (Wikipédia).

O sentimento de medo é natural de todos os seres vivos. Quando se sente ameaçado ou em perigo sentimos isso, querendo ou não é uma defesa de todos nós. Ele é bom, pois assim sabemos nosso limite para tudo e evitamos tragédias.

Eu tenho, morro de medo de muitas coisas, como por exemplo: altura, piscina funda (sim, eu tenho hidrofobia), barata, enfim, coisas que eu acho que podem me fazer mal. Mas não quero falar de medo em geral, mas sim de um medo que pode atrapalhar uma vida inteira... o medo de ser feliz.

Já tive muitos momentos felizes em meus relacionamentos, mas nunca passou somente disso. Nunca foi algo concreto, firme, que perdurasse por um bom período que eu pudesse dizer: Sim, eu tive uma história com essa tal pessoa. Foi daí que meu medo começou a tomar conta de mim, medo de me envolver e ficar só no fim da estória. Sinceramente, eu sou muito “coração”, sempre me entrego, acredito nas coisas que as pessoas me falam, tento ser eu mesma, a Flávia que gosta de cuidar e ser cuidada, bajular, ajudar, dar apoio quando preciso e claro espero isso também da pessoa em questão.

Infelizmente nem sempre é assim, aliás, comigo nunca foi assim. Por mais que eu faça as coisas de coração e me entregue 110% não adianta! Será que esse é o problema? Me entregar demais? Mas aí eu também me pergunto... se eu não demonstrar meus sentimentos a pessoa vai achar que eu não to afim, o que é mentira, porque eu quero, quero muito. Se eu demonstrar meus sentimentos a pessoa acaba achando que eu to mentindo e exagerando... Depois desses pensamentos, o medo chega e acaba com o resto de esperança que eu tinha. Esse medo não me deixa pensar direito, me deixa confusa, me atrapalha. Eu cansei de sentir medo.

Do mesmo jeito que eu sinto isso, tenho certeza que ele também sente. Ele já me demonstrou isso com algumas falas e atitudes. Gostaria muito que ele soubesse que não precisa ter medo de gostar de mim porque eu estou sendo sincera em todas minhas ações. Estou falando e fazendo coisas que estão partindo do meu coração e de um sentimento que ele fez florescer onde parecia não existir mais vida. Ambos estão com medo de sofrer, de achar que um quer aproveitar do outro... acho que os dois já apanharam bastante nessa vida para se sentir tão acuados desse jeito. Esse medo que predomina tem que acabar para os dois conseguirem confiar um no outro e deixar acontecer...  Eu adoro ele, adoro ficar com ele, quero cuidar e não deixar ninguém machucá-lo denovo. Quero acordar do lado dele, ou até mesmo esperar ele chegar do trabalho pra gente ficar junto. Não gostaria de abrir mão denovo das minhas vontades e dos meus sentimentos, isso não é justo.

Mas, de uma coisa eu tenho certeza... a partir de agora eu vou agir diferente. Vou colocar Deus à frente de tudo e de todos. Vou pedir pra ele me iluminar a cada passo que eu der, se eu cair, tropeçar vai ser porque Ele quer, mas com certeza depois da tempestade sempre vem um dia LINDO! E eu tenho fé, eu sei que Ele me ama e faz tudo para o meu bem. Chega de medo... quero mais é ser feliz. Vamos nos permitir?


Porque eu, o SENHOR teu Deus, te tomo pela tua mão direita; e te digo: Não temas, eu te ajudo. Isaías 41:13


Ps.: Não sei se estou escrevendo isso à toa, mas novamente é o que eu estou sentindo.

8 comentários:

  1. No estoy en contra del amor, estoy completamente a favor de él, pero para dirigirse a una relación amorosa uno debería tener cierta madurez, cierta integración. Cuando eso ocurre el amor puede ser realmente maravilloso y te ayudará a crecer, de lo contrario se volverá algo castrante y te destruirá completamente.
    El amor, tal como en nuestros días se lo lleva, está destruyendo a millones de personas. Se destruyen más personas en nombre del amor que en nombre de la guerra. Nunca somos conscientes de ello, porque en los periódicos nunca se habla de eso, pero en nombre del amor hay mucha fealdad, muchos celos, mucha ira y lucha continua.

    Pero es inevitable que sea así, porque las personas que se dirigen al amor todavía no se lo merecen. Antes de entra al santuario del amor tienes que merecerlo. Solo serás merecedor suyo si tu llama está estabilizada y se ha vuelto silenciosa.

    Lo que quiero decir con esto es que una vez que eres capaz de estar completamente solo y no tienes necesidad de dirigirte al amor, el amor es maravilloso. Cuando no hay necesidad, no hay obsesión, entonces no hay dependencia, por lo tanto, cuando te dirijas al amor, será un compartir. Quieres compartir porque tienes mucho y quieres compartirlo con alguien con quien te sientas en sintonía.

    Pero si te diriges al amor para buscar felicidad, te equivocas, en ese caso lo único que te dará es infelicidad. Si te diriges al amor para compartir la felicidad, el amor será realmente maravilloso, será la mejor experiencia que exista. ¿Puedes ver realmente la diferencia? Si vas a buscar felicidad, solo encontrarás infelicidad, porque ya eres infeliz. El hombre infeliz que busca el amor se dirigirá se dirigirá a una infelicidad mayor, y la otra persona se encuentra también en la misma situación. La otra persona también está buscando a alguien, porque está buscando la felicidad. Ambos son infelices y al buscar la felicidad se encuentran. ¡Qué absurdo! La infelicidad no solo que se duplicará sino que se multiplicará.

    Así que primero se feliz y dichoso y después dirígete a buscar el amor. El amor depende de la dicha, ya que ella no es consecuencia del amor, al contrario, el amor es una consecuencia de la dicha. Eso es lo que quería decir Jesús cuando dijo que Dios es amor. Puedes darle la vuelta y decir que el amor es Dios.

    El amor es Dios, pero ese amor tiene una característica diferente de lo que denominamos normalmente amor.

    Así que primero prepárate, merécelo, y llénate de dicha; después dirígete en busca del amor

    ResponderExcluir
  2. Muito bom esse post, muito mesmo mais, [ ]Até que ficou bom não deveria ser a melhor opção. Ficou muito bom mesmo Flavinha parabéns

    BEIJOS

    By: Jeeh

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Jefferson (o Verdadeiro) ^^25 de maio de 2011 16:05

    Nussa Lindo Flavinha...

    Quem Olha para as Tuas Fotos N Vê Essa Menina do Texto...Mas eu Acredito qeu ela Exista...

    E Vamo Parar de Sofrer Hein ^^

    ResponderExcluir
  5. Me identifiquei perfeitamente com td que vc disse. Voce escreve muito bem, ao menos foi a minha primeira impressão, dentro de tudo o que eu igualmente senti.
    Essa habilidade para mim, me perdõe a palavra, é digna de inveja. Sempre quis escrever, mas nunca me dei muito bem com as palavras. Acabo passando meus sentimentos compondo músicas (instrumentais ou arranjos) que variam de acordo com a intensidade do sentimento.
    Te add no msn (o meu é -> math@musician.org), pra quem sabe conversarmos e espero de coração que não se importe.
    Estou indo ler o resto dos seus posts.Um grande beijo ;)

    ResponderExcluir
  6. vi vc no twiter e resolvi te add vc eh linda e suas atitudes tmbm bjus fcd teh +

    ResponderExcluir
  7. Não me incomodo em escrever novamente, já que o blog resolveu não aceitar meu comentário, ou simplismente apagou ele.

    Estou escrevendo de novo nessa postagem, mas vou me referir não só a essa, mas como a anterior também. Como não entendo absolutamente NADA de blog, não sei se ele avisa se alguém comentar postagens mais antigas e tal, creio que seria mais fácil você ler os comentários aqui.

    Comecei o comentário que sumiu (?) com uma frase que julgo necessário escrever novamente: ACHO QUE ENCONTREI MINHA ALMA GÊMEA!
    È incrível como consigo viajar nas suas palavras (e olha que só li 2 posts) me trazendo muitas lembranças, desde muito boas até extremamente ruins. E o caminho onde essas lembranças me levaram é exatamente o mesmo caminho descrito por você.
    Espero que não me leve a mal, mas acabei sofrendo por você, por saber exatamente o que você sente.
    Li esses 2 textos umas 10 vezes cada, cheguei até a esboçar algumas lágrimas. E por mais estranho que pareça me sinto na obrigação de não deixar mais que isso aconteça a você. Gostaria de poder fazer algo pra te ajudar, do fundo do meu coração, até mesmo porque no meu caso, sempre esperei por "um anjo" que nunca veio...
    Você conseguiu dizer tudo que EU tenho entalado na garganta há uns bons anos, parece que lhe devo isso.
    Gostaria de manter contato, mas respeitarei se sua vontade não for essa (meu msn no comentário anterior). Só espero ao menos poder continuar lendo e comentando suas postagens e quem sabe assim acompanhar o desfecho de toda essa jornada.
    Gostaria de lhe dar um abraço confortante, como eu sempre esperava por um...

    ResponderExcluir
  8. poha eu virei o Jefferson falso ?! kkkkkkkkkkkkkkkk'

    ResponderExcluir