19 de mai de 2011

Vamos nos permitir...

Medo é um sentimento que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente quanto psicologicamente. Pavor é a ênfase do medo. (Wikipédia).

O sentimento de medo é natural de todos os seres vivos. Quando se sente ameaçado ou em perigo sentimos isso, querendo ou não é uma defesa de todos nós. Ele é bom, pois assim sabemos nosso limite para tudo e evitamos tragédias.

Eu tenho, morro de medo de muitas coisas, como por exemplo: altura, piscina funda (sim, eu tenho hidrofobia), barata, enfim, coisas que eu acho que podem me fazer mal. Mas não quero falar de medo em geral, mas sim de um medo que pode atrapalhar uma vida inteira... o medo de ser feliz.

Já tive muitos momentos felizes em meus relacionamentos, mas nunca passou somente disso. Nunca foi algo concreto, firme, que perdurasse por um bom período que eu pudesse dizer: Sim, eu tive uma história com essa tal pessoa. Foi daí que meu medo começou a tomar conta de mim, medo de me envolver e ficar só no fim da estória. Sinceramente, eu sou muito “coração”, sempre me entrego, acredito nas coisas que as pessoas me falam, tento ser eu mesma, a Flávia que gosta de cuidar e ser cuidada, bajular, ajudar, dar apoio quando preciso e claro espero isso também da pessoa em questão.

Infelizmente nem sempre é assim, aliás, comigo nunca foi assim. Por mais que eu faça as coisas de coração e me entregue 110% não adianta! Será que esse é o problema? Me entregar demais? Mas aí eu também me pergunto... se eu não demonstrar meus sentimentos a pessoa vai achar que eu não to afim, o que é mentira, porque eu quero, quero muito. Se eu demonstrar meus sentimentos a pessoa acaba achando que eu to mentindo e exagerando... Depois desses pensamentos, o medo chega e acaba com o resto de esperança que eu tinha. Esse medo não me deixa pensar direito, me deixa confusa, me atrapalha. Eu cansei de sentir medo.

Do mesmo jeito que eu sinto isso, tenho certeza que ele também sente. Ele já me demonstrou isso com algumas falas e atitudes. Gostaria muito que ele soubesse que não precisa ter medo de gostar de mim porque eu estou sendo sincera em todas minhas ações. Estou falando e fazendo coisas que estão partindo do meu coração e de um sentimento que ele fez florescer onde parecia não existir mais vida. Ambos estão com medo de sofrer, de achar que um quer aproveitar do outro... acho que os dois já apanharam bastante nessa vida para se sentir tão acuados desse jeito. Esse medo que predomina tem que acabar para os dois conseguirem confiar um no outro e deixar acontecer...  Eu adoro ele, adoro ficar com ele, quero cuidar e não deixar ninguém machucá-lo denovo. Quero acordar do lado dele, ou até mesmo esperar ele chegar do trabalho pra gente ficar junto. Não gostaria de abrir mão denovo das minhas vontades e dos meus sentimentos, isso não é justo.

Mas, de uma coisa eu tenho certeza... a partir de agora eu vou agir diferente. Vou colocar Deus à frente de tudo e de todos. Vou pedir pra ele me iluminar a cada passo que eu der, se eu cair, tropeçar vai ser porque Ele quer, mas com certeza depois da tempestade sempre vem um dia LINDO! E eu tenho fé, eu sei que Ele me ama e faz tudo para o meu bem. Chega de medo... quero mais é ser feliz. Vamos nos permitir?


Porque eu, o SENHOR teu Deus, te tomo pela tua mão direita; e te digo: Não temas, eu te ajudo. Isaías 41:13


Ps.: Não sei se estou escrevendo isso à toa, mas novamente é o que eu estou sentindo.