2 de jun de 2011

Não é para você, é sobre você!

Eu não sei se eu deveria estar escrevendo isso, mas já estou... prometi para mim mesma que eu não ia guardar mais nada só pra mim, independente de quem for ler isso, não me importo... É o que eu estou sentindo, então é verdadeiro.

   Eu não estava nem pensando em me apaixonar por ninguém por um bom e longo tempo, o foda é que quando você menos espera essas coisas acontecem. Eu estava cansada de algumas situações que me desgastaram muito, mas com sinceridade, aprendi bastante com elas. Era um sábado, como qualquer um. Me arrumei pra ir no meu lugar preferido, com pessoas que eu adoro. Foi quando o conheci, ele entrou na roda, conversou, mas logo saiu. Não podia nem imaginar que daquele dia em diante muitas coisas, pensamentos e sentimentos em mim iriam mudar tão rápido.

   Aquela noite foi bem divertida, ouvi e dancei as músicas que eu gosto com pessoas queridas e só. Fui pra casa, dormi. Quando acordei, como de costume entrei no msn e um dos meus amigos que estava comigo aquela noite me disse que me passaria o msn daquele menino que havíamos conversado na noite anterior. Adicionei. No começo foi estranho, não sabia o que falar, afinal nem o conhecia direito. Depois de um tempo, começamos a ter mais intimidade um com o outro e nos abrindo cada vez mais, falando de problemas familiares, passado, planos futuros. Foi nesse momento que eu pensei: Ele não é mais um, tem caráter, fibra, luta pelo o que quer e eu gosto assim.

   Os dias foram passando, nós nos falando com mais freqüência e intimidade e eu o achando cada dia mais lindo por dentro e por fora. Até que um belo sábado ele me disse que ia trabalhar e eu disse que iria para aquele mesmo lugar que nos conhecemos e que se ele quisesse aparecer por lá, eu ficaria feliz em vê-lo denovo. Foi exatamente o que aconteceu. Foi muito intenso tudo naquele dia, nossa, nunca tinha sentido algo tão bom por alguém em tão pouco tempo. No domingo de manhã, ele me chama no rádio, falando que estava no mercado e que só queria ouvir minha voz... eu não me esqueço disso e eu acho que foi a partir desse momento que eu me deixei levar e esqueci tudo o que eu tinha sofrido antes.

   Nos falávamos todos os dias por rádio, telefone, messenger e eu sentia que ele era uma pessoa verdadeira, que se importava comigo... se eu estava bem, se eu tinha almoçado, se eu tinha ido bem em uma entrevista de emprego. Será que eu estava tão enganada assim?  Era tão bonitinho ele demonstrando que tinha ciúmes, parecia que queria cuidar. Com algumas palavras bonitas também vieram os problemas. Ele me disse que a distância atrapalhava. Moramos longe sim, é difícil mas, eu realmente não me importava... eu poderia percorrer essa distância todos os dias se necessário.

   Às vezes eu erro demais com as pessoas, pelo menos eu acho que erro. No sentido de ser muito intensa, sincera. Isso me confunde muito, não sei se eu devo ligar todos os dias pra falar que eu me importo com ele e perguntar se ele está bem ou se eu deixo ele sentir minha falta e sumo. Mas se eu sumir ele pode pensar que eu não to interessada, sendo que eu estou sim, e muito.

   Infelizmente nessa vida (na minha vida) nada é como queremos. Não podemos controlar as decisões de ninguém e muito menos jogar um pozinho mágico e dizer que está tudo bem. Eu agradeço muito a conversa que tivemos e a sua sinceridade. Isso é muito precioso! Claro que eu discordei de algumas coisas, tentei reverter, achar uma solução pra tudo ficar bem, mas não consegui. Ele me disse que está confuso e eu respeito isso. Quando estamos assim, realmente devemos ter um tempo pra gente decidir o que quer e o que é melhor pra gente.

   Eu realmente não quero expor e apontar as circunstâncias que colocaram um fim nisso, não precisa. Nós sabemos e basta. Só queria mesmo deixar relatado essa estorinha que eu gostei de viver e que por mim não teria acabado e também queria que ele soubesse que ele é muito especial pra mim, que eu nunca o faria sofrer, o respeitaria até o fim, que é tudo verdadeiro o que eu falo e sinto por ele. Mesmo com esse sentimento em mim, eu vou continuar seguindo meu caminho, ir atrás dos meus objetivos de vida, cuidar de mim e vou guardar sim o que ele me pediu, até mesmo porque não vou conseguir me desfazer disso tão cedo porque eu já disse e digo novamente: Foi intenso demais!


Te adoro neném, tá doendo, mas o que não me mata me fortalece! Seja feliz! Hunf hunf hunf hunfff!

"Nada como um dia pós dia, uma noite, um mês, os velhos olhos vermelhos voltaram de vez..."